Você é o que você veste.

No meu trabalho, uma das coisas que as clientes mais falam é “eu acho que não tenho um estilo”. Bem, pode até ser que você ainda não tenha definido o seu, pode ser que você não consiga ainda indentificá-lo, mas você tem. Todo mundo tem um estilo. 

Na consultoria trabalhamos com 7 estilos chamados “universais” mas, além da possibilidade de cada um poder ter mais de um estilo (sendo que um deles prevalece) ainda existe a interpretação pessoal de cada um. Isso é papo para um outro post mas você pode, por exemplo, ser sexy sem usar salto, você pode ser romântica sem gostar de estampa floral, você pode ser esportiva sem usar tênis, e muito mais.

E aí é que começa a surgir seu estilo pessoal, sua própria forma de interpretar a moda e aquilo que vai fazer as pessoas dizerem “Isso aqui é a cara dx (seu nome aqui)!”. É quando você olha para quem você é, suas características mais marcantes, o que você vai decidir valorizar no seu rosto e corpo, o que você não gosta em você e não quer que os outros reparem, tudo isso vai indicando o que você deve ter no armário e a melhor forma de combinar essas peças para dizer ao mundo quem você é!

Para começar a definir seu estilo tem algumas reflexões que você pode fazer: quais os lugares que você frequenta? Para onde viaja? Que músicas você escuta? O que você bebe? Que filmes assiste? Que livros você lê? Quando você começa a responder todas essas coisas fica mais fácil perceber se o que você tem faz parte do seu estilo pessoal e também passa a comprar o que você vai realmente usar e não deixar encostado no armário com etiqueta. Tipo quem tem 10 pares de scarpins lindos mas não consegue andar de salto, sabe? 

Então vou propor um exercício pra você: vá ao Pinterest, Instagram, Google (escolha seu site preferido) e busque imagens que te inspiram, pode ser qualquer coisa, sem pensar muito. Aí na segunda parte do exercício você vai começar a refletir mais sobre essas imagens, pense se tem a ver com seu estilo de vida, se tem a ver com o lugar onde você vive ou frequenta, se tem cores que você gosta. Tudo o que não faz parte do seu estilo pode ser removido do seu quadro de inspirações. Deixe ali somente o que tem a ver com você. 

Entendendo o que define seu estilo, você passa a montar looks que dizem quem você é e, com o tempo, passa a comprar apenas o que faz parte do seu estilo pessoal e a se conhecer cada vez melhor! Espero que o exercício tenha te ajudado, me conta depois!

Me acompanhe no Instagram @nayaratognere, acompanhe as dicas diárias e envie suas dúvidas/sugestões.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza cookies para garantir que oferecemos a melhor experiência. Ao continuar a usar este site, assumiremos que está de acordo.Aceitar
Duvidas? Estamos Online!