Quando as roupas são histórias de amor

Qual história de amor você tem com suas roupas? Pode ser aquele casaco que era da sua mãe, um vestido que foi presente de uma grande amiga, ou uma bolsa garimpada em uma viagem especial. Nós damos significado à nossas roupas também de acordo com os momentos que vivemos com elas. 

Acreditamos que valorizar as roupas que nos vestem passa por aí: relembrar porque as amamos e qual sua jornada conosco. O Desapegue é feito disto: múltiplas histórias, onde cada peça é especial porque são inúmeras pessoas que fazem parte da sua trajetória até nós – sejam colaboradores, produtores locais, amantes dos brechós, funcionários ou consumidores. 

Normalmente, essas histórias são de mulheres, afinal a moda pode ser uma ferramenta de empoderamento feminino e também contribuir para a construção de autoestima e autoconhecimento. Esse é um dos nossos objetivos: não queremos apenas vender roupas, mas também promover uma moda mais consciente, sustentável e livre. 

As histórias de amor no Desapegue

Este anseio de conhecer a #lovestory das desapegadas com suas roupas nos levou até a Gisele e a Sabrina Melo. Em Florianópolis, conversamos com elas para saber sobre a importância que o Desapegue tem em suas vidas. A Gisele contou que além da loja ser de fácil acesso, ela pode trazer roupas que não curte mais usar, mas certamente outras pessoas vão curtir. Para ela, é um momento de renovação. E ainda tem mais: “toda a parte das marcas locais, onde também estou valorizando o pequeno produtor da nossa região, ao invés de provocar mais demanda no mercado de lojas maiores, de fast-fashion”, ressalta.

Para a Sabrina, os brechós já foram tratados com certo preconceito, mas depois que conheceu o Desapegue seu pensamento mudou. Ela falou como nossa vibe é totalmente diferente: tudo é pensado com carinho – na hora das compras e depois, e ainda deixa um recado: “liberte-se e desapegue. Faça suas roupas terem história pra contar como você!”

Roupas que contam boas histórias

Acreditamos em roupas que contam boas e amorosas histórias, mas nem sempre essa é a realidade de quem as produziu. A indústria da moda é uma das que mais polui e os itens de vestuário estão entre os com maiores riscos de serem produzidos por meio da escravidão moderna. 

Então, nosso incentivo é potencializar a moda para o bem, onde o consumo responsável esteja presente e nossas roupas sejam valorizadas em todas suas etapas – porque custam caro para serem feitas. 

Você é convidado para participar do #lovestorydesapegue: poste uma foto com alguma peça nossa que você adora e conte pra gente quais histórias incríveis você já viveu com ela, assim você pode relembrar momentos especiais e ainda compartilhar com sua rede como é importante prezar por aquilo que está sempre conosco: nossas roupas.

// Desapegue + UN Moda Sustentável : esse texto faz parte de uma série de matérias sobre moda e sustentabilidade, produzidos em parceria pela agência UN Moda Sustentável para a Desapegue. Acompanhe!  //

Quer desapegar também?

Preencha os campos abaixo para saber mais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Duvidas? Estamos Online!