em ritmo hermético

 A Lua vazia entrou em Virgem durante a madrugada de ontem. Mas só na quarta-feira, dia 20, ela vai se alinhar ao Sol, dando início à Lunação de Virgem – quando ambos se encontram no mesmo grau. Aí está a tão almejada Lua nova, pela qual clamamos desde que ela começou a minguar na semana passada – pouco a pouco mostrando aos mortais a sua faceta sem brilho, aquele dark side of the moon.

Virgem é um signo mutável, por estar na transição de uma estação climática, que aqui no hemisfério Sul é o inverno. E Mercúrio, assim como é o regente de Gêmeos, também é o regente de Virgem. Em Virgem encontra sua morada noturna. Em Gêmeos, sua morada diurna. Logo, todos aqueles valores comunicativos geminianos também se aplicam a Virgo. A diferença está nos detalhes, claro. Em Virgem, Mercúrio é minucioso e crítico, em constante autoanálise. Os pontos de interrogação, os símbolos esotéricos, hieróglifos e toda língua antiga que valha a pena ser codificada despertam o interesse mercurial. Nenhum ponto é facultativo. A vírgula, por sinal, é admirada nessas terras mutáveis.

Pessoas com a Lua em Virgo dão valor ao serviço que prestam ao outro e sentem vontade ser úteis, mesmo que seja com uma pequena ação de ajuda. São elas, virgulinas, que se dispõem a dar uma mãozinha aqui ou ali. Logo, esses valores são potencializados no nosso cotidiano com a passagem lunar por esse signo. E, além de associar-se à organização criteriosa, Virgem se relaciona à rotina e ao ritmo do corpo: a saúde. Por outro lado, as estruturas políticas não se mostram muito sãs, propondo, desde ontem, encarar como doença o amor entre pessoas do mesmo gênero. Vivemos um contexto retrô.

Depois de todos esses dias de reflexão minguante, a Lua nova anuncia um momento crucial para, enfim, digerir o que foi analisado. Conclusão. Um novo ciclo se inicia. A hora é propícia para deixar ir. O sentimento é de fim e todo fim traz um recomeço.

 

*Imagem: Constelação de Virgem retratada em Urania’s Mirror, um jogo de cartas publicado em Londres, 1825.

Gostou do texto? Você também pode me acompanhar no Facebook e Instagram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza cookies para garantir que oferecemos a melhor experiência. Ao continuar a usar este site, assumiremos que está de acordo.Aceitar
Duvidas? Estamos Online!