Cinco dicas para virar veggie

Já passou pela sua cabeça virar veggie, mas não sabe nem por onde começar?

O mundo está cada vez mais adepto, incentivador e agradecido aos vegetarianos. Uma dieta livre – ou com o consumo reduzido – de animais mitiga significativamente os impactos ambientais e sociais que causamos no nosso planeta, além de ser bom para o corpo e alma1.

A minha história com esse modo de se relacionar com o mundo começou quando eu fiz um retiro de yoga e meditação na Floresta Amazônica. A filosofia yogue é pautada na alimentação vegetariana. Foram alguns dias sem carne no retiro que me fizeram mudar meus hábitos. Criei outra visão de mundo.

Fiquei completamente encantada com a Floresta Amazônica e descobri que a agricultura animal é responsável por mais de 91% da sua destruição2. Depois disso, percebi que o consumo de animais não era apenas dispensável, mas inadequado ao estilo de vida que eu gostaria de ter.

Como não fui criada vegetariana, passei por um ciclo de adaptação e é sobre ele que vou falar com vocês. Seguem algumas dicas práticas com base no que eu vivi para te ajudar nesse processo de mudança para uma vida veggie:

1. TENHA UMA MOTIVAÇÃO. Uma série de motivos podem te levar a parar de comer animais. O que eu acho essencial para começar a mudança é ter bem delineado na sua mente quais são esses motivos e o porquê deles. É importante que a sua dieta tenha alguma relação com a sua filosofia de vida, isso te ajudará a criar um hábito cultural para o seu dia-a-dia. Particularmente, no inicio o meu motivo era ambiental, percebi o impacto gigantesco que o consumo de animais causava na natureza e me agarrei a isso, mas a sua motivação pode vir da crueldade com os animais, da necessidade de desintoxicação do corpo, pelo impacto social que o consumo de animais gera, entre outros.

2. ESTUDE SOBRE O ASSUNTO. A primeira coisa que as pessoas do seu ciclo social vão fazer é te encher de perguntas. Alguns vão te apoiar, mas certamente alguns vão tentar desqualificar os seus argumentos. Por isso recomendo que você estude sobre o assunto, procure saber quais são os benefícios de uma dieta veggie e os malefícios do consumo de animais. Um documentário chamado “Cowspiracy” (tem no Netflix) me ajudou nesse inicio.

3. TENHA HÁBITOS SAUDÁVEIS. Uma dieta vegetariana não se restringe ao não consumo de animais. Consiste na adoção de hábitos alimentares pautados no consumo de alimentos de origem vegetal. Por isso, de nada adianta deixar de comer carne se a sua dieta não é rica em nutrientes. A primeira vez que tentei adotar uma dieta vegetariana não deu certo porque eu substituí a carne por massa. Não estou dizendo para você parar de comer macarrão ou doces – jamais diria isso, porque também amo -, o que estou sugerindo é que a carne deve ser substituída por produtos de origem vegetal, aliado com hábitos saudáveis.

A Ju Couto do @veganapratica posta várias receitas e inspirações lindas para uma vida mais leve.

4. ADOTE UMA MUDANÇA GRADUAL. Se faz parte dos seus hábitos alimentares o consumo diário de animais, não adianta de uma hora para a outra parar de comer. Uma mudança gradual vai gerar uma melhor assimilação da sua nova alimentação pelo seu organismo. Comece diminuindo o consumo de carne vermelha e gradualmente vá eliminando o consumo dos demais tipos de carne.

5. NÃO SE TORNE UMA PESSOA CHATA. Estilo de vida cada um tem o seu. Seria incrível se a maior parte da população fosse vegetariana, mas cada um sabe o que é bom para si e pode ajudar o planeta de alguma forma. Às vezes o que te faz bem não faz bem para o outro e, assim como eu não acho legal que as pessoas critiquem a minha dieta vegetariana, também não critico os carnívoros que fazem parte da minha vida. Acho importante disseminar a cultura veggie, mas sempre respeitando o outro. Isso vai fazer com que as pessoas ao seu redor entendam e incentivem seu novo estilo de vida, tornando a fase de adaptação mais leve. Meu namorado é gaúcho e super carnívoro, a solução foi encher metade da grelha de abobrinha, pimentão e milho.

Espero que as dicas ajudem!

Ah, e se você não sente que chegou a sua hora de virar veggie, a redução do consumo de carne (confira o #segundasemcarne), aliada com outras práticas sustentáveis, já ajuda bastante o nosso planeta.

Nesse contexto do movimento veggie e incentivando o consumo sustentável, a Desapegue conta com duas marcas veganas e cruelty-free de cosméticos que são incríveis, a Concha & Folha e a Be Plus Natural, vale a pena conferir:

Be Plus Natural

Produtos da Be Plus Natural: naturais e livres de crueldade e toxinas.

R$134,90

2x de R$70,49

ENDLESS SUMMER é nosso Óleo Acelerador do Bronzeado Natural e Vegano – ultra hidratante, que possui propriedades que ajudam a bronzear e ainda a manter o bronzeado por mais tempo na pele! Por isso, é o retrato do verão que nunca termina! Seus ingredientes principais são: *Óleo de Amêndoas: conhecido por seu poder hidratante, tem [...]

R$34,90

2x de R$18,24

Nosso shampoo sólido de lavanda é um poderoso multi-função, pois além de limpar, é poderoso contra oleosidade e caspas. Além de promover uma massagem e relaxamento do couro cabeludo, também hidrata, nutre e acelera o crescimento dos fios – sim! Ótimo para quem sofre de queda de cabelo ou quer tê-los super longos e saudáveis! [...]

R$68,90

2x de R$36,00

Nosso esfoliante natural de café é sensacional para corpo e rosto! Com um aroma delicioso de café pela manhã, vai fazer você pular da cama bem animado, preparado para o dia! É querido por ser o responsável por retirar a camada de células mortas da sua pele, que impede as células boas de respirarem e [...]

Concha & Folha

Nascida à beira-mar, a Concha & Folha é da filosofia de que respeitar a natureza é indispensável para manter boas relações com o nosso ambiente e com nós mesmos.

R$46,00

2x de R$24,04

Loção hidratante com óleos de coco e maracujá, 100% natural e vegano, com 100g. Composição: Água, óleo de maracujá, extrato de aloe vera, óleo de côco, metossulfato de behetrimonio e alool cetoestearílico, extrato de calêndula, alantoína, óleo essencial de lavanda, conservante livre de parabenos e formaldeídos, óleo essencial de camomila, óleo resina de alecrim.

R$25,00

2x de R$13,06

Composição: >Argila Verde: absorvente, revitalizante, regenerador, desintoxicante, exfoliante, cicatrizante, antisséptica, combate as bactérias e, por ser fazer peeling natural, elimina a oleosidade e impurezas da pele. >Spirulina: possui propriedades antibacterianas, antioxidantes, calmantes, desintoxicantes e anti-inflamatórias.

R$28,00

2x de R$14,63

Limpa suavemente e controla a oleosidade sem ressecar. Composição: -Extrato de hamamelis é adstringente e antiinflamatório. -Oleo essencial de tea tree tem propriedades antifúngicas, antibacterianas, antibióticas e antissépticas; fazendo dessa uma combinação super eficaz no combate a acne.   Produto 100% natural e vegano. SEM PARABENOS SEM SILICONES SEM DERIVADOS DE PETROQUÍMICA SEM CRUELDADE ANIMAL

E para saber mais sobre o assunto alguns perfis do Instagram como o @veganizadores, @veganapratica, @alana_rox, @vegporai, @carolvidavegan, @moniqueferolla (do Life Style #eatclean) e @sociedadevegetariana trazem várias dicas e receitas legais para uma vida mais verde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *